Em 2018, seguindo a tendência dos últimos 20 anos, 1/3 da energia consumida no Brasil foi destinada aos transportes. O diesel representou quase a 1/2 dessa energia, sendo utilizado para movimentar toda a frota de ônibus, caminhões, trens de carga e parte das embarcações. Diferente dos automóveis, onde se pode utilizar gasolina, etanol e gás natural comprimido, a eletrificação das frotas de caminhões urbanos representa uma oportunidade promissora de introduzir energia limpa e renovável, capaz de complementar a já praticada adição de biodiesel para reduzir a dependência do uso de diesel nos transportes. Por operarem com regularidade em rotas urbanas de coleta e entrega de carga limitadas a algumas dezenas de quilômetros diários em operação de anda-e-para e com retorno ao mesmo ponto de partida, caminhões semileves e leves, cuja frota cresceu 6 vezes nos últimos 20 anos, representando 1/3 da frota nacional de caminhões, são candidatos naturais para uso de tração elétrica. Primeira fabricante de veículos a aderir ao PLVB® ainda em 2017, a BYD disponibiliza todo tipo de solução para vencer este desafio, provando que as empresas membro do PLVB® se colocam na liderança em busca da sustentabilidade logística.

O investimento em caminhões movidos a gás natural veicular (GNV) parece estar sendo uma tendência atual para as transportadoras membro do PLVB®. Os exemplos são a Jomed Transportes e Logística, com 2 veículos operacionais em sua frota, a GH Transportes, a Cargo Modal e a Carsten Serviços, que realizaram testes com este tipo de veículo. A Carsten, inclusive, adquiriu uma unidade que entrará em operação em 01/01/2021, promovendo o evento “O futuro sustentável já começou” a ser realizado em 12 e 13/01/2020. O GNV é um combustível que emite menos poluentes atmosféricos que o diesel, e a tecnologia permite o uso de biogás, com baixa emissão de CO2, principal gás de efeito estufa e principal responsável pelas mudanças climáticas globais.

Com a publicação do Guia para Inventário de Emissões e o Application Guide, que compõem dois importantes e atualizados documentos voltados para atender todas as empresas envolvidas da prática da sustentabilidade em logística, o PLVB se consolida definitivamente como difusor do conhecimento e da aplicação prática da logística verde. A exposição destes documentos e do site do PLVB no LinkedIn resultaram em mais de 15.000 visualizações, 250 reações positivas e 30 comentários! Junte-se a este time de campeões, participe do LinkedIn do PLVB!

O PLVB é um exemplo para outras iniciativas semelhantes na América Latina. Em 2019 o Programa consolidou sua posição pelo intercâmbio de experiências e estabelecimento de alinhamento com o Transporte Limpio (Programa Mexicano) e o Giro Limpio (Programa Chileno), servindo de referência para o estabelecimento do Programa de Logística Sustentável do Uruguai (PLSU) lançado em outubro de 2019. Além disso, o Centro de Transporte e Logística (CTL) do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) reconhece o PLVB como exemplo para a linha de pesquisa Cadeia Logística Sustentável do MIT SCALE Network for Latin America, uma das nove iniciativas do Centro Latino Americano de Inovação em Logística.

Em 22 de novembro, a COPPE/UFRJ recebeu os Srs. Buddy Polovick e Joshua Silverblatt do SmartWay, o programa de sustentabilidade em transporte da Agência de Proteção Ambiental Norte Americana (US/EPA). Estiveram presentes a Vice-Diretora da COPPE, Prof. Suzana Kahn-Ribeiro, a Vice-Coordenadora do Programa de Engenharia de Transporte, Prof. Andrea Santos, o Coordenador do Laboratório Mobilog, Prof. Lino Marujo, do Programa de Engenharia de Produção, o Coordenador do Laboratório de Transporte de Carga, Prof. Márcio D´Agosto, do Programa de Engenharia de Transporte, que também é Coordenador Técnico da PLVB, a Dra. Luciana Ventura do Instituto Estadual do Meio Ambiente (INEA), o Sr. André De Simone da COMJOVEM e representantes das Empresas Membro do PLVB, que também puderam participar por videoconferência. O encontro foi rico em troca de experiências e conhecimentos, apresentando ações voltadas à sustentabilidade no transporte de carga e logística, onde estão envolvidas instituições de renome internacional. Possíveis sinergias e futuras formas de cooperação foram discutidas. Uma das principais conclusões é que existe um grande potencial de cooperação entre o PLVB e o SmartWay para 2020.

Em mais uma iniciativa de sucesso, o PLVB, em cooperação com o Smart Freight Centre (SFC) aplicou o Smart Transport Manager Training (STMT) na sede da L´Oreal no Rio de Janeiro. Em 2 dias de intensa troca de conhecimentos houve participação de 24 colaboradores de 11 Empresas Membro que comprovaram a excelência do conteúdo e avaliaram positivamente a forma e o conteúdo do curso. Participaram da atividade o Sr. Bonne Goedhart, da equipe técnica do SFC, o prof. Lino Marujo, da COPPE/UFRJ e o prof. Martin Tanco, coordenador do Programa de Sustentabilidade em Logística do Uruguai (PLSU). O STMT tem foco gerencial e busca identificar líderes na gestão de combustível e a implantação do Plano de Ação Inteligente para redução de consumo de combustível, custos operacionais e emissão de dióxido de carbono.

SOBRE O EVENTO

O Programa de Logística Verde Brasil lançou o Guia de Excelência em Sustentabilidade: Boas Práticas para o Transporte de Carga!

O Guia apresenta casos efetivos de aplicação pelas Empresas Membro do PLVB de boas práticas ao transporte de carga que buscam aprimorar a eficiência da logística e do transporte de carga, reduzir custos operacionais e considerar em sua avaliação o aspecto ambiental e, sempre que possível, o social.

PROGRAMAÇÃO

14:30 – Apresentação dos cases – Pôsters (Petit Four)

15:30 – Apresentação do PLVB e Guia de Excelência em Sustentabilidade: Boas Práticas para o Transporte de Carga – Prof. Márcio D´Agosto, Coordenação Técnica do PLVB.

15:45 – Palestra Magna

Palestrante: Gregoire F. Gauthier, Representante do Banco Mundial

Grégoire Gauthier é especialista em transporte sênior na Prática Global de Transporte e do Banco Mundial. Com sede em Brasília, ele coordena as atividades do setor transporte do Banco Mundial no Brasil, incluindo um portfólio substancial de projetos na area de infraestrutura rodoviária, ferroviária e da logística. Antes de ingressar no Banco, em 2007, Grégoire trabalhou na indústria de consultoria de infraestrutura e, anteriormente, no Ministério dos Transportes da França. Grégoire formou-se em engenharia civil na École Nationale des Travaux Publics de l’État, França, com especialização em economia dos transportes.

Palestra:“Sustentabilidade logística: uma visão global sobre a dependência em infraestrutura”

16:30 – Debate sobre os temas: “Infraestrutura, Economia, Visão de Futuro e Selo Verde”, todos voltados para a atividade de transporte de carga

Debatedores:

Representante do BNDES: Dalmo Marchetti
Engenheiro do Departamento de Transportes e Logística do BNDES.

Dalmo tem doutorado em Administração pelo Instituto COPPEAD da Universidade Federal do Rio de Janeiro, na área de logística, infraestrutura e gestão. Os principais interesses da sua pesquisa são a eficiência de sistemas de transporte, a identificação de variáveis que explicam a eficiência, considerando os aspectos regulatórios, operacionais e locacionais, e as políticas públicas associadas ao aumento da eficiência. É graduado em Engenharia Civil pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1983) e mestre em Arquitetura Bioclimática pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1996). Possui MBA em Gerência de Transportes e Logística pela Fundação Getúlio Vargas (2002). Tem experiência em infraestrutura e logística, atuando na análise socioeconômica e de desempenho de sistemas de transporte. Ingressou no BNDES em 1985 trabalha atualmente na Área de Saneamento e Transportes.

Representante do Banco Mundial: Gregoire F. Gauthier

Representante do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas: Andrea Santos

Doutora pela COPPE (Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia) da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ (2014); Mestrado em Desenvolvimento Sustentável pelo Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília – UnB (2008); Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Católica do Salvador (2001). Foi coordenadora de Mudança do Clima e Sustentabilidade na Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente (SMCQ-MMA). Foi consultora na Secretaria Executiva do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas, tendo sido contratada pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA-Brasil) para o desenvolvimento de atividades gerenciais e de consultoria técnica do projeto. Atualmente ocupa o cargo de Secretária Executiva do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas. Atua como consultora sênior na área de meio ambiente, políticas sobre mudança do clima; mudanças climáticas (mitigação; vulnerabilidades, impactos e adaptação; e resiliência de cidades/ cidades inteligentes e transportes) e sustentabilidade. Também tem experiência consolidada no gerenciamento de projetos e de pessoas. Atualmente é Professora Adjunta na COPPE/ UFRJ e pesquisadora do Laboratório LESFER/ PET/COPPE/ Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) na linha de pesquisa em Sustentabilidade, mobilidade e novas tecnologias do transporte. Atua como Chapter Scientist do Grupo de Trabalho III do Intergovernmental Panel on Climate Change – IPCC.

Representante da NTC & Logística (Associação Nacional do Transporte de Cargas do Brasil e a FETRANSCARGA (Federação do Transporte de Cargas do Estado do Rio de Janeiro): Ana Jarrouge.

Advogada especializada na área de transportes e logística. Coordenadora do COMJOVEM Nacional e Diretora da Seção Rodoviário Cargas da CNT (Confederação Nacional do Transporte de Cargas.

18:00 – Coquetel de Encerramento

SOBRE O EVENTO

Um ano após o lançamento do Guia de Referência em Sustentabilidade: Boas Práticas para o Transporte de Carga, que consolida 22 Boas Práticas capazes de contribuir para o aprimoramento da eficiência e da sustentabilidade logística, o Programa de Logística Verde Brasil (PLVB) anuncia o resultado de um novo desafio e lançará, no dia 04 de julho de 2018, o Manual de Aplicação: Boas Práticas para o Transporte de Carga.

Este material tem como objetivo orientar as empresas, na forma de uma autoavaliação, quanto à escolha, aplicação, avaliação e relato das Boas Práticas para o Transporte de Carga, descritas no Guia de Referências em Sustentabilidade: Boas Práticas para o Transporte de Carga, por meio da aplicação de um procedimento estruturado.

PALESTRAS

O Mundo em Transformação
(Suzana Kahn Ribeiro)

Para agraciar ainda mais o evento, preparamos duas palestras incríveis, começando com “O Mundo em Transformação”, ministrada pela Engenheira e Professora da COPPE/UFRJ Suzana Kahn Ribeiro.

Suzana Kahn Ribeiro atua na área de clima, energia renováveis, transportes e cidades sustentáveis. É Mestre em Planejamento Energético e Doutora em Engenharia Industrial pela COPPE/UFRJ. Coordena o Fundo Verde da UFRJ e preside o Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas. Exerceu cargos no governo federal, como Secretaria Nacional de Mudança Climática e no governo estadual, como subsecretaria de economia verde. No IPCC- Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas atuou como autora e vice-presidente do grupo de mitigação e atualmente é autora responsável pelo capítulo de transporte. É membro do conselho do Museu do Amanhã e do Conselho Empresarial Brasileiro de Desenvolvimento Sustentável.

PLVB & Smart Freight Center
(Sophie Punte)

A segunda palestra está a cargo de Sophie Punte, que fundou o Smart Freight Center (SFC) em julho de 2013 como uma organização orientada para missões globais, liderando o caminho para um setor de logística global eficiente e ambientalmente sustentável.

Sophie trabalha com empresas e outros stakeholders para remover barreiras de mercado, alavancar iniciativas existentes e, assim, acelerar a adoção de soluções práticas em toda a indústria. Ela desempenhou um papel de liderança no estabelecimento do Global Logistics Emissions Council (GLEC), apoiado pela indústria, para desenvolver um método padrão para medição de emissões, liderado pela SFC.

Não fique de fora deste evento que será um marco para logística verde brasileira, reserve a data em sua agenda.

Perguntas frequentes:

Quando será o evento?

O evento será no dia 04 de julho de 2018 (quarta-feira), das 09h às 13h.

Onde será o evento?

O evento ocorrerá na Universidade Corporativa Comendadeira Helena Lundgren (UCCHL). Est. do Campo Limpo nº 5525, São Paulo – SP.

A UCCH é um espaço para treinamento, capacitação profissional e eventos corporativos. O local oferece conforto, tranquilidade e acolhimento que os nossos convidados merecem.

*Mais informações sobre o local, acesse: http://ucchl.com.br/

Qual é o valor da inscrição?

O evento é gratuito, devendo apenas os interessados realizarem a inscrição.

O que tenho direito?

  • Estacionamento (limitado a 100 vagas);
  • Participação no dia de evento;
  • Welcome Coffee;
  • Um exemplar do Manual de Aplicação.

Qual a programação do evento?

09:00 – 09:30 – Welcome Coffee
09:30 – 10:00 – Abertura do evento (O PLVB)
10:00 – 10:45 – Palestra “O Mundo em Transformação”
10:45 – 11:00 – Palestra “PLVB & Smart Freight Center”
11:00 – 11:30 – Apresentação do Manual e Próximos Passos
11:30 – 13:00 – Debate

Posso convidar pessoas de outras empresas para participarem?

Sim, apenas peça ao mesmo para informar quem o convidou no momento da inscrição.

*Para limite de indicações favor entrar em contato pelo e-mail abaixo.

Investimentos e regras do governo estimulam a venda de carros elétricos na China, onde deverão responder por 8% do mercado este ano.

Em 2017 foram vendidos 1,2 milhão de carros elétricos em todo o planeta.

Destes, metade foi para o mercado chinês – mais de 100 mil deles, apenas em dezembro.

É muito se pensarmos em nível global, mas pouco para o mercado local: os elétricos corresponderam a 2,1% do total das vendas de automóveis no país.

Mesmo com participação reduzida, carros elétricos são figuras fáceis nas ruas das cidades chinesas.

Derivados de carros convencionais, eles se misturam no trânsito e você só repara neles quando vê um ou outro detalhe azul, não escuta o barulho do motor ou vê um logotipo “EV” na carroceria.

A previsão é que os elétricos e híbridos respondam por 8% das vendas de automóveis na China este ano.

Mas o governo chinês já determinou que 20% dos carros em circulação na China em 2025 deverão ser eletrificados ou movidos a combustíveis alternativos. É possível e não faltam incentivos para isso.

Uma futura proibição de carros novos com motores a combustão já é considerada pelo governo local, que exigiu que as fabricantes instaladas no país dupliquem a autonomia das baterias de veículos elétricos até 2020.

Isso não é problema para a China, que tem seis das dez maiores fábricas de baterias de íon lítio do mundo.

A principal delas, da CATL, será maior do que a fábrica de baterias da Tesla nos EUA em 2020, mas já deixou a sul-coreana LG Chem (com quatro fábricas na China) e a local BYD – que também faz automóveis – para trás.

Fonte: Quatro Rodas

Passaram-se poucas semanas desde que anunciamos que o PLVB havia ficado ainda maior com a entrada das novas Empresas Membro Lojas Renner, Siemens e Ipiranga e o programa já aumentou novamente. Desta vez outras duas grandes Empresas Membro chagaram ao PLVB, a Corpus Saneamento e Obras LTDA e a Cargo Modal Transportes. Assim como as demais empresas, as novas também compartilham de uma visão sustentável e de acordo com as atividades do PLVB.

A Coordenação Técnica com apoio das empresas do programa dá as boas-vindas as novas Empresas Membro.

CONHEÇA UM POUCO MAIS

Empresa Membro Corpus

Fundada há mais de 30 anos, a Corpus atendia apenas ao segmento de limpeza urbana e, com o decorrer dos anos, investiu também na ampliação do seu campo de atuação.

Hoje, a Corpus é especialista em coleta, transporte e destinação final de resíduos (de origem domiciliar a perigoso), gerenciamento total de resíduos, implantação e gerenciamento de aterros sanitários, limpeza de prédios públicos e privados, compostagem e produção de fertilizante orgânico, manutenção de áreas verdes, entre outros inúmeros serviços que têm como base a inovação e a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

Empresa Membro Cargo Modal

Com pouco mais de 10 anos, a Cargo Modal traçou como objetivo formar uma empresa com perfil diferenciado, onde a qualidade dos serviços, a capacitação de pessoas e a excelência nas entregas norteassem toda esta estrutura. Investiram em frota de veículos, espaço físico, treinamentos e muitas outras frentes para garantir que a Cargo Modal se estabelecesse de forma definitiva e marcante no mercado. Hoje são reconhecidos em todo o território brasileiro como uma transportadora confiável, que presta serviços de qualidade para grandes empresas do segmento: agroquímico, sementes e derivados, alimentício, bebidas, pré-moldados de concreto etc. A empresa é especializada no transporte do setor agroquímico e atua com empresas multinacionais, sendo referência neste segmento.

A EXPANSÃO CONTINUA

Agora o programa passa a contar com 21 empresas além de 8 Instituições de Apoio. “Como temos debatido em nossas reuniões periódicas, a expansão do programa é uma tendência, estamos caminhando para um número maior de empresas ainda neste semestre. O grupo tem se tornado cada vez mais forte e isso tem despertado o interesse das demais empresas em conhecerem o programa”. Completa Márcio D’Agosto, Coordenador Técnico do PLVB.

Depois do lançamento do Guia de Referências em Sustentabilidade: Boas Práticas para o Transporte de Carga em maio de 2017, o PLVB se prepara agora para o lançamento do Manual de Aplicação: Boas Práticas para o Transporte de Carga, um novo desafio que promete alavancar ainda mais o Programa, aprimorando a participação das Empresas Membro e possibilitando a participação de outras mais.

Recentemente a Lojas Renner aderiu ao Programa de Logística Verde Brasil como Empresa Membro junto com outras duas empresas (confira a matéria), por efeito a Renner enviou 04 colaboradores para o Rio de Janeiro a fim de receberem o devido treinamento do programa. O mesmo foi ministrado pelos Coordenadores Técnicos do PLVB Márcio D’Agosto e Cíntia Oliveira no dia 08 de março (2018). Na parte da manhã os colaboradores foram apresentados, dentre outros assuntos, aos módulos 1 e 2 do treinamento e esclarecidos sobre o que é o PLVB. Já na parte da tarde os treinandos exercitaram o que aprenderam, pondo a mão na massa e sendo orientados a aplicarem as Boas Práticas do Guia de Referência em Sustentabilidade do PLVB.

O treinamento foi direcionado aos funcionários que atuam nas áreas de sustentabilidade e logística da empresa, que saíram do treinamento satisfeitos com o conteúdo e perplexos por notarem as vantagens que sem tem ao aplicar as Boas Práticas do programa.

A Lojas Renner S.A. é a maior varejista de moda do Brasil. Está presente em todas as regiões do país por meio de suas lojas e oferece moda em diferentes estilos.

Em 2017, a Lojas Renner S.A. deu mais um passo importante ao inaugurar sua primeira operação Renner fora do país, no Uruguai. Desta forma, conta com mais de 500 lojas em operação. Agora em 2018 a empresa deu outro grande passo ao aderir ao Programa de Logística Verde Brasil.

Agradecimentos

A Coordenação Técnica do PLVB agradece o esforço de todos colaboradores que se envolveram e se dedicaram as atividades previstas no treinamento.

Com a visível expansão do programa, novas empresas têm se mostrado mais e mais interessadas em participar desta caminhada de sucesso. A retrospectiva PLVB 2017 mostrou a todos o quanto o Programa de Logística Verde Brasil tem crescido, em janeiro daquele ano eram apenas 6 empresas, hoje o programa já acumula a incrível cifra de 20 empresas. Reuniões, ideias, estratégias e aprimoramento tem sido como uma marca do PLVB, que continua a todo vapor.

A Coordenação Técnica tem prazer de anunciar que o PLVB agora conta com mais três Empresas Membro, as novas integrantes do programa são: Ipiranga, Lojas Renner e Siemens, três empresas de visão e valores que andam de mãos dadas com o PLVB. Além das novas Empresas Membro o Programa de Logística Verde Brasil também passou a contar com mais uma Instituição de Apoio, a Associação Brasileira de Transporte e Logística de Produtos Perigosos (ABTLP), entidade empresarial, criada em 1998, para defender os interesses de transportadores e operadores logísticos com atuação no segmento de produtos perigoso.

“Estamos imensamente felizes pelas novas Empresas Membro e pelo apoio da ABTLP, isso mostra o quão focado o PLVB está e onde queremos chegar” ressalta Cíntia Oliveira, Coordenadora Técnica do PLVB.